És Tão Estimado

Roberto Ferri — Ettore e Andromaca (2010)

Roberto Ferri — Ettore e Andromaca (2010)

Suave fronte qual me agrada tanto
Olhares mui revelam meus pecados
E sinto, sou Eva, vinda do uno laço
De cujo ventre é amor e pranto;

A ti colhida como em tempos tais vindimas
E quão Afrodite reina n’alma minha
E quanto de Hades toma a essência minha
De Maio, vinte e dois, a frase prima¹

No entanto existe pois um sol eterno²
Que exalas dando calma a tal inferno
Repouso, neste braço, o meu calvário

Que triste é, pertence a mim por vezes,
Decerto dura até longínquos meses
Se algum momento deixo teu sacrário.

~

¹ Em Os Sofrimentos do Jovem Werther de Johann Wolfgang von Goethe, a carta datada de “Maio, 22” inicia-se com a frase “A vida humana não passa de um sonho”.


² Shakespeare, Soneto XVIII, — “[…] Mas teu verão eterno não se apagará | Nem perderá a beleza que é somente tua,| Nem de ter-te ao seu lado a morte se rirá | Ao ver aquilo que estes versos perpetuam […]”. Tradução de Carlos Leonardo Bonturim Antunes.

Altum Lyra, PoesiaOanna Selten2 Comments