Ao Teu lado.

Arte em ler-te as mãos
Linhas do amor e da vida
Em cada uma, minha'sinas,
Incontestável servidão;

Reconheço o orvalho matinal
Que traz sentido ao nascer,
Como lágrimas d'alegria de ser
A peça, a Ti, fundamental;

Acordo faminta de tu'alma
Na indizível eutimia alva
Sorrio em gratidão incauta,

Toda a natureza intensa
Ao som d'água na querena
Como Teu mar em minh'aura.