Pecado Original

 Foto de  Cherry Laithang

Sol acima d’este manto azul
Em chamas como o Inferno
Poente jaz neste hemisfério
Deixand’o frio de sua ausência.

E cada brilho n’esta escuridão
Vinda após seu morrer finito
É-me mil e seis silêncios, 
Sobre meu corpo, caindo.

Ouço o insondável
Adormeço em dor-escarlate
E sinto ao meu redor
Uma inefável nostalgia;

Breve faz-se manhã 
E eu pressinto
Ventos soturnos
Do Sol que renasce
N’horizonte

E nele vejo os olhos de Lúcifer
Fitand’o meu horror intrínseco
E ouço dos lábios de Lúcifer
Uno dizer qual faço vínculo:
“Graças à tua coragem
O Conhecimento não é mais
Somente digno
De Deus”.

Fecho meus olhos
E preenchida de morte
Eu sei
Estou viva.

 
LacrmnOanna SeltenComentário