Postagens em Sonetos Ausentes
Amar

É Amor quando se compreende | Que, em singularidade, somos sós, | Feitos, também, de infindos nós | Abissais e, nem sempre, silentes; | Ama-se quando em sincera calmaria | Preenchemo-nos do conforto íntimo | Ama-se quando adormecer em conflito…

Leia Mais